África do Sul declara Estado de calamidade nacional após inundações

O Presidente da África do Sul, Cyril Ramaphosa, declarou hoje o estado de calamidade nacional após inundações catastróficas que fustigam o sudeste do país, causando mais de 440 mortos e 40 mil deslocados.

Numa comunicação ao país na noite de hoje, o chefe de Estado sul-africano considerou um “desastre humanitário” o ocorrido na província de KwaZulu-Natal, vizinha a Moçambique, onde pelo menos 443 pessoas perderam a vida.

Ramaphosa referiu também que há vítimas a registar no Cabo Oriental em resultado das violentas tempestades.  

Leave a comment

Your email address will not be published.