Angola ambiciona 70% de fontes não poluentes de energia em 2025

O Presidente da República, João Lourenço, disse esta terça-feira (2) que Angola ambiciona chegar a 70 por cento de fontes não poluentes de energia em 2025, cuja “matriz energética nacional já incorpora 62 por cento”.

O Chefe de Estado angolano discursou, na cidade de Glasgow, Escócia, na 26ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), e destacou a aprovação da Estratégia Nacional para as Alterações Climáticas 2021-2035, com foco no alcance dos objectivos preconizados no Acordo de Paris.

“Angola aprovou recentemente um importante pacote legislativo ambiental, instrumentos que serão determinantes na luta contra as alterações climáticas”, informou o Presidente João Lourenço.

Na sua intervenção perante vários Chefes de Estados e de Governo de todo mundo, João Lourenço destacou ainda o acordo firmado com a Fundação Internacional para a Conservação do Ambiente (ICCF), que visa a conservação dos parques dos parques naturais do Luengue-Luiana e Mavinga, para a protecção da vida selvagem animal e vegetal, bem como no desenvolvimento do turismo internacional sustentado.

“Angola está alinhada com os consensos internacionais do desenvolvimento sustentável incluindo África 2063 em consonância com os objectivos do desenvolvimento sustentável”, sublinhou o Presidente da República, num discurso que durou pouco mais de três minutos.

Leave a comment

Your email address will not be published.