Autocarros articulados com novas rotas em Luanda

Duas novas rotas (carreiras) regulares de transporte colectivos urbanos, que ligam os municípios de Viana e Belas, e de Belas/Luanda, são abertas hoje, e a amanhã, respectivamente, ao tráfego rodoviário, com a injecção de 10 novos autocarros articulados, com capacidade de 108 lugares cada.

Tratam-se das rotas Zango Zero (Viana)/Cabolombo (Belas), e Benfica (Belas)/Largo do Lumeji (Ingombotas), que serão abertas na sequência da entrega pelo Governo Provincial de Luanda, em parceria com o Ministério dos Transportes dos 10 autocarros às operadoras Rosalina Express e Macon.

A cerimónia de entrega dos meios será presidida pela governadora da província de Luanda, Ana Paulo Chantre Luna de Carvalho, segundo um programa de actividades, a que este jornal teve acesso.As rotas vão contar com cinco novos autocarros cada, e os serviços de transporte de passageiros a cargo das operadoras acima referidas.

O director do Gabinete Provincial dos Transportes, Tráfico e Mobilidade Urbana anunciou, para a próxima semana, sem se referir quais, a abertura de novas rotas e o reforço das existentes, com a injecção de mais autocarros articulados e convencionais.

Amadeu Campos, que falava à imprensa, frisou que as áreas escolhidas para serem abertas novas rotas foram escolhidas tendo em conta o fluxo populacional, verificado diariamente nas vias.Rota Viana/CacuacoA via Viana/Cacuaco foi ontem reforçada, com quatro novos autocarros articulados, operados pela empresa pública de Transporte Colectivo Urbano de Luanda (TCUL).

O vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-Estruturas, que presidiu o acto, disse haver um programa ambicioso para melhorar as condições de transporte, tráfego e mobilidade da população.

De acordo com Cristino Mário Ndeitunga, a entrada e circulação de novos autocarros articulados permitiu reduzir o número de pessoas nas paragens e o tempo de espera por um transporte público.

O investimento feito pelo Executivo, que permitiu a injecção de meios de grande porte, notou o vice-governador de Luanda, assegura o transporte de mais de 14 milhões de passageiros por mês, um aumento de quatro milhões desde o passado mês de Janeiro.

“Há grandes ganhos. É verdade que falta muito, pois o défice é ainda enorme, mas o Executivo está a fazer tudo para melhorar as condições da população que depende dos transportes colectivos para se locomoverem”, disse.

O administrador municipal de Viana, Demétrio António Bráz de Sepúlveda, prometeu, na ocasião, criar mecanismos para melhor controlar a rota, tendo em conta o investimento feito pelo Executivo.

“A rota era feita por autocarros não articulados e alguns ilegais, mas prometemos dar resposta e criar políticas para melhor controlar os meios e a via”.

Leave a comment

Your email address will not be published.