Tuesday, May 17, 2022

Banco Mundial garante 250 milhões de dólares

O Banco Mundial está a financiar projectos de “Aprendizagem para Todos” e de “Empoderamento da Mulher”, no valor de 250 milhões de dólares, que visa garantir melhores condições de ensino e aprendizagem às raparigas angolanas.

O Banco Mundial quer que os beneficiados adquiram uma educação integral, que os permita participar e contribuir no desenvolvimento económico e social do país, segundo a ministra das Finanças, Vera Daves, que falou à imprensa, ontem, em Luanda, à margem da Reunião Anual do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Banco Mundial (BM), que acompanhou via Zoom.

Vera Daves notou que o encontro visou, também, avaliar o engajamento do Executivo na construção de infra-estruturas sociais e económicas, no quadro do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM) e, a par dos projectos de “Aprendizagem para Todos” e do “Empoderamento da Mulher”, o Banco Mundial financia em Angola vários programas, com destaque para os do sector da Agricultura, que beneficiaram, recentemente, de 500 milhões de dólares, tendentes a impulsionar a actividade agrícola.

“O Banco Mundial está sempre disponível em apoiar Angola em vários projectos sociais e económicos, principalmente nos domínios da construção de infra-estruturas, fomento da agricultura comercial e de programas de inserção das mulheres e rapazes no ensino, bem como de en-quadramento de professores por via de contratação pú-blica”, disse.

Segundo a ministra, o Executivo deve assegurar que o Banco Mundial desembolse, com maior rapidez, os valores preconizados, para que os projectos sejam concretizados. “Infelizmente, a taxa de desembolso dos projectos financiados pelo Banco Mundial é ainda menor” e “o que temos que fazer, é engajar todas as equipas envolvidas neste processo, para que possamos desembolsar, com maior rapidez, os montantes a receber e, por esta via, sentirmos o impacto desses programas, apesar de, em determinados exercícios, existir quebras de receitas”, observou.

Questionada sobre o valor global que Angola precisa, para financiar vários projectos sociais e económicos, Vera Daves respondeu que o país apenas solicita ao Banco Mundial montantes em função da especificidade de cada projecto. “O valor que Angola tiver que solicitar ao Banco Mundial, depende dos projectos específicos que forem identificados”, disse.

Na actual reunião anual do FMI e do Banco Mundial foram referenciados os vários programas sociais e económicos em curso em Angola e o compromisso do Executivo de proteger a área social, por ser um sector fundamental para o bem-estar da população.

Leave a Reply

Your email address will not be published.