Monday, May 16, 2022

BNA defende educação financeira para garantia de solidez económica

O director regional do Banco Nacional de Angola (BNA), Francisco Manuel, defendeu, esta terça-feira (22), no Luena, província do Moxico, a necessidade de intensificarem-se as acções de educação financeira no seio da população, com vista ao alcance dos níveis desejados de uma economia sólida para o país.

O dirigente fez estas declarações na abertura do seminário sobre educação financeira, realizado no âmbito  das comemorações da semana mundial do dinheiro.

Na ocasião, disse  que quanto mais as pessoas estarem envolvidas com a cultura de educação financeira, melhor será o desempenho económico das famílias e do país em particular.

“Se a população  tiver a  educação financeira e estar  mais próxima das instituições financeiras, poderemos fazer do país um lugar melhor para se  viver”, disse.

De acordo com Francisco Manuel, que é o director da Região Leste do BNA, a se-mana mundial do dinheiro evidencia o comprometimento do banco central como parceiro deste evento internacional, acto que fica, mundialmente, a cargo da direcção para a cooperação e de-senvolvimento económico, organismo com cerca de 175 países membros, e cuja a finalidade é de estimular o progresso económico e o co-mércio mundial.

O lema deste ano é  “construa  o seu futuro e   seja hábil com o seu dinheiro”.

Segundo o responsável,  foi escolhido para  destacar a importância de construir-se resiliência financeira e permanecer-se saudável no contexto actual que o país vive.

Francisco Manuel sublinhou, por outro lado,  que esta actividade  visa promover a inclusão, através da informação e formação financeira da população, com vista a desenvolver determinados comportamentos como a capacidade de administrar as  economias  e  finanças,  habilidades  para tomar decisões e, por outro,  discutir assuntos financeiros e a aptidão para investir no curto, médio e longo prazo.

Assegurou também que os esforços por parte do Banco Nacional de Angola vão continuar  para aumentar o grau de educação financeira da população.

Por sua vez, o delegado provincial das Finanças no Moxico,  António Manuel, disse que  o seminário de  educação financeira  consciencializa os cidadãos sobre a economia do país.

“É preciso  que se eduque a juventude em matérias ligadas à banca e finanças, para   despertar nela o espírito empreendedor e se alcance a almejada diversificação da economia”, afirmou.

Durante a formação, os participantes trataram de questões ligadas às noções básicas de cálculo financeiro, a importância da gestão de finanças pessoais, o negócio bancário, noções gerais de gestão bancária e deveres  gerais na comercialização de produtos e serviços financeiros.

Leave a Reply

Your email address will not be published.