Criados 1.500 postos de trabalho

O Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE), lançado há mais de um ano na província do Huambo, permitiu a criação de 1.500 postos de trabalho directos e indirectos, na sequência da distribuição de kits profissionais e micro-créditos.

O director provincial do INEFOP, Edvaldo da Costa, disse ao Jornal de Angola, que, com vista ao fomento do emprego no âmbito do PAPE, a província foi contemplada com 764 kits profissionais, para 15 especialidades, dos quais 292 já foram entregues a jovens de vários municípios, que cumpriram com todos os requisitos. 

Segundo Edvaldo Costa, até ao final deste ano, o INEFOP pretende entregar mais 3.450 kits, para garantir emprego nas suas comunidades, principalmente a jovens. 

“O INEFOP não quer manter os kits em stock, mas sim distribuí-los a profissionais de diferentes áreas, desde que tenham sido cadastrados pelos Serviços do Instituto de Formação Profissional ou pelas Administrações Municipais”, disse Edvaldo Costa, acrescentando que os beneficiários vão ter a oportunidade de oferecer emprego a mais dois ou três jovens das suas áreas de jurisdição. 

O responsável do INEFOP garantiu que está previsto o lançamento da quarta fase do PAPE, que vai beneficiar 400 jovens do município do Huambo. Deu a conhecer que, para que mais jovens beneficiem do PAPE, decorrem, no pavilhão multiusos número dois, na cidade do Huambo, as inscrições para a recepção de kits profissionais, que vão ser distribuídos pelo INEFOP, nos próximos dias, visando o fomento do empreendedorismo e a criação de pequenas empresas de prestação de serviços. 

O responsável pelo cadastramento, Jaime Mangrinha, adiantou que os jovens cadastrados, antes de receberem os instrumentos de trabalho, vão beneficiar de formação de curta duração, em gestão de pequenos negócios, bem como na área técnica, que os permita manejar os meios.

Leave a comment

Your email address will not be published.