Tuesday, May 17, 2022

Empresários atraídos pelo mercado interno

O embaixador da Bélgica em Angola, Jazef Smets, anunciou para breve a chegada de grupos empresariais provenientes do Centro Mundial de Diamantes de Antuérpia (Antuérpia World Diamond Center, na sigla em inglês), que pretendem implantar as unidades fabris de processamento de diamantes no território nacional.

Jazef Smets começou por enfatizar a importância do fortalecimento da capacidade do sector diamantífero em Angola, “na lógica da transferência de competências, que têm em Antuérpia pela proximidade”, para que o mercado nacional possa tirar maior benefício dos excelentes recursos minerais por via da comercialização de produtos refinados e dar oportunidade de emprego para milhares de jovens, que se vão profissionalizar neste importante segmento da economia mundial.

“As empresas da Bélgica valorizam a qualidade de diamantes de Angola e nós temos todo o respeito pela ambição das autoridades angolanas em construir um sector diamantífero mais profissional, com valor acrescentado. Neste contexto, é melhor trabalhar cá de maneira a diversificar os contratos aqui do que em Antuérpia, no AWDC. A nossa conclusão é de que temos de criar um espaço, clima ou instrumentos de proximidade, incentivar os empresários para que o sector privado assuma o principal papel na actividade, o que passa pela criação de condições fiscais favoráveis para manter a presença dos investidores”.

A construção de infra-estruturas pelo Ministério dos Recursos Minerais, Petrolífera e Gás são, na óptica do embaixador da Bélgica, algumas das premissas que encorajam a vinda dos investidores da Antuérpia para o mercado angolano.

Leave a Reply

Your email address will not be published.