Governo financia 570 projectos em micro-créditos

O Governo angolano já financiou este ano quinhentos e 76 milhões de Kwanzas em 570 projectos de micro-créditos no âmbito do Programa de Reconversão da Economia Informal (PREI).

A meta é atingir, até 2022, quatro mil milhões de Kwanzas, sendo que as instituições financeiras já conceberam mil milhões 773 milhões de Kwanzas em vários projectos, desde o ano passado até agora, em quase todo o país.

De acordo com o secretário de Estado para a Economia, Mário Caetano, que falava no Briefing Bissemanal do Ministério da Economia e Planeamento, realizado hoje, na cidade do Cuito, província do Bié, durante a semana passada houve aprovação de 31 projectos de micro-créditos.

Mário Caetano avançou ainda que os 31 projectos estão localizados nas províncias da Huíla, Huambo, Malanje, Cabinda e Cuanza Sul, sendo que o objectivo é abranger, até final do ano, as regiões das Lundas, Moxico, Cuando Cubango e Cunene, uma vez que esta última província não conta até agora com nenhum financiamento.

Acrescentou que os projectos aprovados na semana transacta possuem um encaixe financeiro de 49 milhões de Kwanzas na sua totalidade.

Por outro lado, pontualizou que os sectores que mais beneficiam são o do agronegócio, com mil e 35 projectos, mais 18 do que a semana passada, logística e distribuição, com 113, assim como o de processamento agro-alimentar, com 266 projectos.

Com este crédito, segundo o secretário de Estado para a Economia, se está a permitir formalizar no país desde o ano passado 250 empreendedores, sendo que este ano registou-se 530, mais 29 em relação à semana passada, com previsão de se chegar dois mil micro-empreendedores, uma vez que já se formalizou desde o ano passado até agora 780.

Mário Caetano assegurou ainda que durante a semana passada houve o registo de 39 novas solicitações, e que, de Janeiro à presente data, o Ministério notificou 822 solicitações.

Frisou, de igual modo, que o micro-crédito criou já dois mil 284 empregos em 2020, assim como 746 só este ano.

Quanto ao Bié, província centro do país, foram já aprovados cinco projectos, com realce para o com Cuito (capital) com três, Cunhinga e Camacupa, com um cada, respectivamente.

O valor atribuído nestes cinco projectos corresponde aos 26 milhões de Kwanzas, sendo o Cuito com 18 milhões, Camacupa com cinco milhões e o Cunhinga com três milhões.

Leave a comment

Your email address will not be published.