Tuesday, May 17, 2022

Grécia e Angola juntas na Segurança Marítima

A República Helénica (Grécia) quer estabelecer cooperação com Angola nos domínios da Segurança Marítima, Comércio, Turismo, Indústria, Agricultura e Inovação. O desejo foi manifestado, ontem, em Luanda, pelo ministro dos Negócios Estrangeiros daquele país do Sudoeste da Europa, Nikolaos Dendias, à saída da audiência com o Presidente da República, João Lourenço, na Cidade Alta.

O chefe da diplomacia grega esclareceu que, não obstante a intenção de cooperar com o país nessas áreas, o grande interesse recai no sector da Segurança Marítima. Nikolaos Dendias disse que a Grécia possui uma das maiores frotas navais do mundo e, em função disso, pretende partilhar a experiência com Angola neste domínio.

Falando à imprensa, disse ter deixado em aberto um convite para formar cadetes angolanos nas academias navais. Ressaltou que a Grécia pretende, igualmente, estabelecer uma cooperação trilateral com o país, ou seja, envolvendo Angola, Grécia e Portugal, com o objectivo de receber de Angola apoio para entender o mercado africano.

“Isso é importante, porque sabemos que África é dos continentes que mais cresce em termos económicos e populacionais. Acreditamos, por isso, que Angola pode ajudar a criar estratégias apropriadas de abordar o continente africano, porque é o continente virado para o futuro”, realçou.

Referiu, ainda, que o interesse em trabalhar com Angola, neste sentido, se deve ao peso que ocupa no continente. “Sabemos que Angola é um país bastante importante a nível de África, razão pela qual queremos cooperar com o país”, frisou.

Chefe de Estado convidado a visitar a Grécia

Nikolaos Dendias disse que a ocasião serviu, também, para agradecer o apoio prestado por Angola, para a eleição da Grécia a membro do Conselho de Segurança das Nações Unidas, para o período 2024-2025, bem como para transmitir ao Presidente da República o convite da homóloga grega, Katerina Sakellaropoulou, para visitar aquele país. “Em princípio, o Presidente angolano aceitou o convite para visitar a Grécia. Por isso, brevemente, enviaremos a nota diplomática para formalizar o convite”, realçou.

Sobre este particular, disse ter convidado, também, o ministro das Relações Exteriores, Téte António, para visitar a Grécia o mais breve possível, por acreditar que a deslocação do homólogo poderá abrir as portas e criar um “lastro” para a cooperação entre os dois países.

Apoio com vacinas contra a Covid-19

No capítulo do combate à pandemia da Covid-19, o ministro dos Negócios Estrangeiros da Grécia afirmou que o seu país já apoiou Angola com 100 mil doses de vacinas da Johnson & Johnson. “A nossa entrega de vacinas não se trata de uma doação, mas de uma obrigação moral, porque nós sabemos que só estaremos todos seguros quando todos estivermos em melhores condições”, referiu.

Além do apoio com vacinas, Nikolaos Dendias realçou que é pretensão da Grécia apoiar o país também com conhecimento sobre gestão das vacinas, de modo a ajudar na distribuição. Essa é a primeira visita de um ministro dos Negócios Estrangeiros da Grécia a Angola.

Leave a Reply

Your email address will not be published.