João Lourenço: “O MPLA está preparado para enfrentar o adversário”

O presidente angolano concedeu hoje em Luanda uma conferência de imprensa a cinco órgãos de informação, incluindo a agência noticiosa Lusa. João Lourenço alegou que se a UNITA, maior força da oposição, admite candidatar-se às eleições deste ano através de uma coligação é porque o partido do galo negro não consegue vencer sozinho o MPLA, no poder.

O Presidente João Lourenço defendeu que a entrada de uma coligação no jogo político indica uma clara perda de força por parte da UNITA, principal partido da oposição.

“O simples facto do nosso principal adversário recorrer a uma espécie de coligação (eu não sei se já está decidido ou não, eles é que sabem, ainda não chegou a altura da apresentação das candidaturas), mas se recorrer à formação de uma coligação, a que estão a chamar Frente Patriótica Unida para o enfrentar o MPLA, só isso significa dizer que, se calhar, estão piores do que estavam há uns anos, nas eleições anteriores”, começou por defender o chefe de Estado.

João Lourenço continuou a dar a sua opinião sobre o assunto, mas garantiu que o MPLA está preparado para enfrentar o adversário, caso este se apresente sozinho ou coligado.

“Se nas eleições anteriores se sentiam suficientemente fortes para individualmente enfrentarem o MPLA e hoje acham que não, não é preciso dizer mais nada. Está aí o sinal de reconhecimento da parte deles próprios, de que sozinhos talvez não vençam o MPLA, precisam de se coligar”, disse ainda.

“Num jogo, nós não escolhemos o adversário. A única garantia que vos dou é que o MPLA está preparado para enfrentar o adversário, quer se apresente sozinho ou coligado”, reiterou.

Para além de questões políticas, João Lourenço falou ainda sobre a justiça, situação económica e social do país.

Leave a comment

Your email address will not be published.