Wednesday, May 18, 2022

Jovens no Zaire recebem ajuda

Um grupo de 136 cidadãos de vários estratos sociais dos seis municípios da província do Zaire recebeu, esta segunda-feira, bens de primeira necessidade, meios de produção e kits profissionais, numa promoção do Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do Comité Central do MPLA, com vista a minimizar as dificuldades que enfrentam.

O acto, que decorreu no Largo Dr. António Agostinho Neto, foi orientado pela directora do referido gabinete, Fátima Viegas, e contou com a presença do governador Pedro Makita Júlia.

Do donativo destaque para 50 cestas básicas entregues à famílias carenciadas do município de Mbanza Kongo, bem como três motorizadas de três rodas, sementes, semeadoras e fertilizantes a duas cooperativas agrícolas de Mbanza Kongo e uma do município de Tomboco.

O Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do Comité Central do MPLA ofereceu, igualmente, seis pequenos grupos geradores a igual número de sobas, em representação dos seis municípios da província do Zaire, para serem usados nas suas áreas de jurisdição.

O referido gabinete procedeu ainda à entrega de oito motorizadas (duas rodas), três máquinas de costura, uma moto-bomba, uma moageira, seis bicicletas, seis máquinas de barbear, três cadeiras de roda e três pares de muletas a jovens do MPLA.

Já no âmbito de empreendedorismo, no âmbito do Plano de Acção para a Promoção da Empregabilidade (PAPE), 48 jovens formados em diversos centros de formação profissional e de artes e ofícios do Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), beneficiaram de kits profissionais, visando a criação de pequenas empresas de prestação de serviços.

Dos kits destaque para os de alvenaria, agricultura, electricidade, serralharia, soldadura, corte e costura, pintura, culinária, manicure e pedicure, canalização e cabeleireiro.

Na ocasião, a directora do Gabinete para a Cidadania e Sociedade Civil do Comité Central do MPLA, Fátima Viegas, disse tratar-se de um acto de solidariedade com a população do Zaire, em particular com os mais vulneráveis.

“Embora seja uma actividade partidária, não foram contemplados apenas militantes do MPLA. O MPLA trabalha para todo o povo, daí termos aberto uma porta de oportunidades para que alguns jovens possam transformar as suas vidas, abrir o próprio negócio, obter renda para o seu benefício, da sua famílias e da comunidade”, disse.

Eduardo Kemalandua, um dos representantes da Cooperativa Agropecuária e Prestação de Serviços, composta por 15 jovens, que beneficiou de uma motorizada (três rodas) e de ferramentas de trabalho, mostrou-se satisfeito pela oferta, na medida em que, disse, vão ajudar no aumento da produção e seu escoamento.

Leave a Reply

Your email address will not be published.