Mais de 40 mil toneladas de cereais colhidas no Chipindo

O Director Municipal da Agricultura, Desenvolvimento Rural e Pescas do Chipindo, Adriano Braz, que prestou a informação, referiu que entre os produtos colhidos constam toneladas de milho, feijão, massambala, gergelim e jinguba. Disse que a produção resulta dos apoios prestados a 18 mil famílias no início da campanha agrícola que está na fase final da colheita dos produtos.

Adriano Braz reconheceu que os apoios prestados fortaleceram a capacidade produtiva das famílias camponesas. Durante a campanha agrícola 2021/2022, informou, além da distribuição de inputs agrícolas (sementes, instrumentos de trabalho e fertilizantes), prestou-se assistência técnica.

O responsável indicou que ao longo da campanha agrícola em analise as chuvas caíram com regularidade, o que contribuiu no êxito das safras de cereais como milho, massango, massambala, feijão, gergelim e soja.

 Adriano Braz informou que os apoios prestados contribuíram, igualmente, na diminuição de os camponeses enveredarem no garimpo de ouro. “Está a ser desenvolvido um trabalho de mobilização e sensibilização às populações, para apostarem na agricultura, apesar de os praticantes serem oriundos de outras províncias”, disse.

Enalteceu o aumento da procura de terras aráveis para produção agrícola. “Já se colheu mais de 40 mil toneladas de cereais”, garantiu, salientando que, à entrada do mês de Julho ainda existem campos com produtos por colher”, disse.

Sem revelar quantidades, Adriano Braz frisou que, comparativamente à época passada, os níveis de produção deste ano são melhores, devido ao fluxo de chuvas na região. Explicou que o município de Chipindo tem terras aráveis e recursos hídricos que tornam o município uma região agrícola de excelência.

Lamentou a falta de equipas agrícolas para uma agricultura mecanizada. “A existência de tractores e suas alfaias vai permitir aumentar as áreas de cultivo. Acrescentou que, para a utilização de tractores, os camponeses recorrem ao município do Huambo, o que implica gastos avultados.

Adriano Braz indicou que as vias de acesso têm criado constrangimentos ao escoamento da produção do campo para a cidade, mas reconheceu haver melhorias com os trabalhos que têm sido desenvolvidos pelo Governo, através da Administração Municipal, de terraplenar as principais vias, como as que ligam a sede do município às comunas de Bambi e Bunjei.

Além do milho, informou, Chipindo está a apostar na produção da batata rena e mel. Relativamente ao mel, defendeu a aquisição de factos para colheita de mel, de modos a evitar a queima de abelhas, devido o uso de fumaça.

O município do Chipindo controla duas associações de apicultores, com oito membros cada. X

Leave a comment

Your email address will not be published.