Friday, July 01, 2022

Ministra reitera mais combate à violência doméstica

A ministra da Acção Social, Família e Promoção da Mulher, Faustina Alves, reafirmou, quinta-feira(31), em Luanda, o esforço do Executivo no combate à violência doméstica e igualdade de género.

Faustina Alves, que falava durante o Fórum da Mulher, edição 2022, reconheceu haver ganhos significativos no empoderamento e conquista das mulheres a nível do país, nos vários sectores, como o político, judiciário e económico.

A ministra realçou que, em Angola, segundo dados demográficos, as mulheres ocupam 52 por cento da população, sendo que a maioria é economicamente activa. Daí a necessidade de um olhar de forma efectiva para as questões de liderança, igualdade e oportunidade.

Faustina Alves reconheceu avanços em prol dos direitos das mulheres no país, como a criação do Decreto Presidencial 222-13, de 23 de Dezembro, que aprova a Política Nacional de Igualdade e Equidade de Género, a Lei Contra a Violência Doméstica e o Decreto 143, de 23 de Agosto, sobre a Implementação Nacional de Acção da Resolução 13-25, que proporcionará um numero considerável de mulheres em cargos de tomada de decisão.

No plano internacional, Faustina Alves salientou ser com agrado que há uma evolução na redução de todas as formas de discriminação contra mulheres e meninas, depois da implementação da plataforma de Acção de Beijing.

O embaixador dos Estados Unidos, Tulinabo Mushingi, exaltou o contributo e importância das mulheres no desenvolvimento económico, ao realçar que “pesquisas mostram que a sua inclusão tornam as economias mais fortes e são elas a maior metade no mundo”.

Tulinabo Mushingi enalteceu Angola pela inclusão de mulheres em sectores importantes do país, referindo-se às ministras Carolina Cerqueira, Vera Daves e Faustina Alves como exemplo de conquista e empoderamento feminino.

O embaixador apelou aos homens que sejam parceiros e colaborem para o desenvolvimento e equidade do género numa acção de parceria. Referiu que pela experiência como diplomata reconhece o grande papel das mulheres no sector social e económico dos países.

O director da Rede de Mediatecas de Angola, Bengui Sauca, considerou positivo falar sobre o valor das mulheres, seu papel e desenvolvimento da sociedade e da economia do país.

O fórum foi prestigiado pelo ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Manuel Homem.

Foi realizada, ainda, um workshop sob o tema “O papel da mulher na economia e na sociedade”, em que se falou sobre a violência doméstica, causas e consequências, bem como da mulher na ciência, tecnologias, engenharia e matemática.

Leave a Reply

Your email address will not be published.