Friday, July 01, 2022

MPLA recorda heróis de Cassanje

Por ocasião do 4 de Janeiro, Dia dos Mártires da Repressão Colonial, data de Celebração Nacional em que os angolanos recordam o massacre da Baixa de Cassanje (1961), pelo regime português contra milhares de cidadãos indefesos, o Bureau Político do Comité Central do MPLA rende profunda homenagem aos compatriotas assassinados, expressando o firme compromisso de preservação do legado.

Em nota, o MPLA refere que, para o Bureau Político, a contestação dos camponeses da Baixa de Cassanje, mais do que um acto de justa reivindicação de direitos, representou uma postura heróica prenhe de bravura e determinação do povo angolano pela liberdade, e marcou o início do processo de Luta Armada, que culminou com a proclamação da Independência nacional em Novembro de 1975.

Pela dimensão histórica, o MPLA defende a permanente valorização da data, enquanto tributo aos seus mentores, exortando todos os cidadãos a assegurarem com perene sentido de gratidão e reconhecimento esse relevante facto e feito heróico, como fonte de inspiração para a permanente construção de uma Angola mais desenvolvida, democrática e inclusiva.

O Bureau Político do MPLA aproveita a efeméride para manifestar a solidariedade ao Executivo pela contínua implementação de medidas de políticas de protecção social para as gerações de nacionalistas, encorajando-o a reforçar as acções em prol da redução da pobreza, nomeadamente, por uma efectiva redistribuição da riqueza nacional, inclusão social e a reintegração sócio-produtiva dos grupos mais vulneráveis, em particular através do registo dos agregados familiares em situação de vulnerabilidade e com o consequente desenvolvimento de um pacote mínimo de protecção social.

Acrescenta ainda que as celebrações do 61º aniversário dos acontecimentos da Baixa de Cassanje decorrem num ano que ficará marcado pela realização de mais um pleito eleitoral, evidente premissa de consolidação e reforço do Estado democrático de direito, pelo que o MPLA exorta a população angolana a participar patrioticamente nas acções que concorrem para o êxito do Registo Eleitoral Oficioso, reforçando os pilares da construção de uma sociedade assente em elevadas expressões de justiça, solidariedade, paz, igualdade e progresso social.Fortalecido pela trajectória de lutas e conquistas, o MPLA saúda todos os angolanos que, com elevada postura cívica, têm contribuído para a promoção do desenvolvimento socioeconómico e territorial de Angola, e reforça o apelo no sentido de apoiarem, de forma incondicional e inequívoca, a liderança do Presidente João Lourenço na criação de um ambiente de negócios que estimule e atraia o investimento privado, aumente a produção nacional de bens essenciais, de serviços, arrecade mais divisas e crie mais empregos para os angolanos.

Leave a Reply

Your email address will not be published.