Monday, May 16, 2022

Reféns de grupo armado foram libertados na RDC

Os últimos quatro membros de uma delegação da República Democrática do Congo (RDC), reféns de um grupo armado com o qual negociavam em Ituri há quase dois meses, foram libertados, segunda-feira, disseram fontes próximas do Exército congolês à Efe.

O coordenador da missão, Thomas Lubanga (um antigo criminoso de guerra condenado pelo Tribunal Penal Internacional a 14 anos de prisão por recrutamento de crianças-soldados), o seu número dois e também “senhor da guerra”, Floribert Ndjabu, e ainda dois coronéis do Exército congolês mantidos reféns desde meados de Fevereiro, foram libertados, segundo Jean Baptiste Openji, coordenador da organização da sociedade civil “Allez-y les FARDC”, que apoia as operações dos militares congoleses na província de Ituri, Nordeste do país, em declarações à agência espanhola de notícias.

“Foram libertados e estão actualmente com o pessoal do Exército em Bunia. Estão aparentemente bem, mas penso que serão submetidos a exames médicos”, acrescentou Openji.

Três outros membros da mesma missão já tinham sido libertados a 5 de Abril e um primeiro refém tinha sido libertado a 21 de Março. Os três reféns libertados no início do mês foram um outro ex-senhor da guerra, Germain Katanga, o presidente da União das Associações Culturais para o Desenvolvimento de Ituri (Unadi), Janvier Ayendu Bin Ekwale, e o motorista do grupo.

Leave a Reply

Your email address will not be published.