Monday, May 16, 2022

Ruas de Menongue estão em reabilitação

Pelo menos 40 quilómetros de ruas secundárias e terciárias da cidade de Menongue, na província do Cuando Cubango, começaram, segunda-feira, a ser terraplanados, pelo Instituto Nacional de Estradas (INEA), com o objectivo de melhorar a circulação de pessoas e bens.

O projecto, que faz parte do programa de intervenção e terraplanagem de ruas de bairros peri-urbanos da cidade de Menongue, vai abranger, numa primeira fase, os bairros Tomás, Hoji-ya-Henda, Pandera e Saúde, estando o término dos trabalhos previsto para o final do mês de Maio do corrente ano.

Na segunda e terceira fase deste programa vão ser abrangidos mais de 47 quilómetros nos bairros 23 de Março, Tucuve A e B e 45 Casas, visando acabar com as dificuldades de mobilidade que peões e automobilistas enfrentam.

O trabalho de terraplanagem teve início na Estrada Nacional 140, no troço que liga a igreja UEIA ao bairro Tomás, numa extensão de 1,6 quilómetros, onde vão ser feitos trabalhos de terraplanagem, reperfilamento da estrada, arruamentos, compactação e recargas de solos, nos locais onde ocorreram fenómenos erosivos.  

O governador provincial do Cuando Cubango, José Martins, reconheceu que as ruas no interior dos bairros estão em péssimo estado, o que faz com que a população não consiga circular em condições e, em certas áreas, as ambulâncias não têm acesso às residências.

“O Governo Provincial, no âmbito da sua missão e com a recepção dos kits de manutenção das estradas, criou as condições técnicas e logísticas para a execução deste importante programa, que posteriormente vai abranger os bairros Castilho, Cazenga, Futungo, Novo, Paz, Boa Vida e outros”, disse o governante.

Sublinhou que, por falta de alternativas para o realojamento da população, o Governo vai fazer um trabalho técnico que não coloque em risco as moradias. “Quase não vai haver casos de demolições de residências, excepto se estiverem em estradas”.

José Martins apelou à população dos referidos bairros a se manterem vigilantes, para evitar que os amigos do alheio se apoderem dos meios de trabalho.

O Jornal de Angola apurou que, para o êxito da terraplanagem dos 87 quilómetros, estão mobilizados 28 técnicos do Instituto Nacional de Estradas (INEA) e da Casa de Segurança do Presidente da República.

Leave a Reply

Your email address will not be published.