União Africana e Cruz Vermelha juntam-se aos esforços no Governo no combate à seca

Uma Missão Conjunta da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho, da Comissão da União Africana e da Cruz Vermelha de Angola, deverá deslocar-se em breve às províncias do Cunene, Huíla e Namibe para avaliar a extensão do impacto da seca nas comunidades da região sul do país.

Segundo um comunicado de imprensa da embaixada de Angola na Etiópia enviado ao Jornal de Angola, a missão conjunta pretende complementar os esforços do Executivo Angolano na resposta à situação da seca com uma operação de segurança alimentar nas referidas províncias, designadamente através de um programa integrado que contribua para a nutrição e a segurança alimentar da população a longo prazo.

O assunto foi analisado, quinta-feira, em Adis Abeba, durante um encontro de trabalho que o embaixador de Angola na Etiópia e Representante Permanente junto da União Africana, Francisco da Cruz, manteve com o chefe da Delegação e Representante Permanente da Federação Internacional das Sociedades da Cruz Vermelha e Crescente Vermelho junto da organização continental, Itonde Kakoma.

Cimeira sobre terrorismo

Noutra vertente da sua acção diplomática, Francisco da Cruz reuniu-se, também, com o Comissário para os Assuntos Políticos, Paz e Segurança da União Africana, Bankole Adeoye, para discutir a preparação da Cimeira Extraordinária sobre o Terrorismo e Mudanças Inconstitucionais de Governo, prevista para o dia 28 de Maio, em Malabo, Guiné Equatorial, por iniciativa do Chefe de Estado angolano, João Lourenço.

Recorda-se que o Comissário Bankole efectuou uma visita a Angola na pretérita semana para contactos com as autoridades governamentais, sobre o assunto, tendo sido recebido em audiência pelo Presidente da República, João Lourenço.

Leave a comment

Your email address will not be published.