Zâmbia e Angola assinam acordo geral de comércio

O ministro da Indústria e Comércio da Zâmbia, Chipoka Mulenga, está em Luanda, desde o princípio da tarde de ontem, para assinar, com o homólogo angolano, Victor Fernandes, o “Acordo Geral de Comércio” entre os dois países.

À sua chegada, o governante zambiano disse que Angola e Zâmbia precisam traduzir, na prática, as vastas oportunidades de negócios, resultantes da proximidade geográfica e cultural entre os dois povos.

Os ministros do Comércio de Angola e Zâmbia, em nome dos respectivos governos, assinam amanhã o “Acordo Geral de Comércio”, com o objectivo de incentivar o negócio entre os empresários dos dois países.

Há dois dias, técnicos especializados nessa matéria discutiram, em Luanda, aspectos culminantes do referido acordo. Adelino Naquarta, director de Intercâmbio Internacional do Ministério da Indústria e Comércio de Angola, afirmou, à margem das negociações, que os detalhes se prendem com questões de interpretação linguística, nomeadamente, o artigo sexto do referido documento.

Apesar da proximidade geográfica, Angola e Zâmbia registam uma fraca densidade no volume das suas trocas comerciais. Dados referentes a 2017, indicam valores não superiores a 20 milhões de dólares ano, basicamente suportados pela venda de derivados de petróleo, sal, materiais de construção, fertilizantes e sementes.

Leave a comment

Your email address will not be published.