Bancos russos Sberbank e Alfa Bank desvalorizam sanções

Os bancos russos, Sberbank e Alfa Bank, as maiores instituições financeiras da Federação Russa, minimizaram as sanções que os visam directamente, impostas pelos EUA, no seguimento dos massacres de Bucha na Ucrânia.

“As sanções impostas não vão afectar significativamente o trabalho do banco nem se reflectir nos serviços que oferecemos aos russos, porque o sistema já se adaptou às limitações anteriores”, avançou o Sberbank, em mensagem publicada na sua conta na rede social Telegram.

Assegurou ainda que “a experiência e os recursos do Sberbank permitem trabalhar com êxito em qualquer condição”.

Por seu lado, o Alfa Bank, também na Telegram, comentou que contra a Federação Russa “já se tinham aplicado 8.257 sanções”.

Acrescentou ainda que, “antes, temiam-se essas coisas, mas agora trabalha-se com normalidade”.

O Alfa Bank assinalou, por outro lado, que “os serviços com pessoas jurídicas funcionam como sempre: recebem-se e efectuam-se pagamentos em rublos e outras divisas, com excepção de dólares e euros, nas 24 horas de cada dia”.

Washington anunciou hoje o bloqueio total destes dois bancos russos, os quais, a partir de agora, não podem fazer transacções com os EUA em qualquer divisa.

Leave a comment

Your email address will not be published.