Tuesday, May 17, 2022

Bélgica apoia empresas interessadas em Angola

O vice-primeiro-ministro e ministro da Economia e do Trabalho belga, Pierre-Yves Dermagne, garantiu, esta quarta-feira(23), em Bruxelas, o apoio do Governo do seu país às empresas que têm interesse pelo mercado angolano, nomeadamente no domínio das infra-estruturas portuárias e ferroviárias, energia e águas, e de transformação de diamantes.

A garantia foi dada num encontro que Pierre-Yves Dermagne teve com o ministro de Estado angolano para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, que participa, hoje, no 1º Fórum Empresarial União Europeia-Angola, refere uma nota do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do governante angolano.  

O ministro disse que o Governo belga saúda as reformas em curso em Angola e manifestou a disponibilidade de apoiar as empresas interessantes em investir no país. 

De acordo com a nota, o encontro teve como principal objectivo tratar de assuntos económicos com vantagens mútuas e procurar atrair investimento directo estrangeiro, nomeadamente belga. 

Reformas em Angola

O ministro de Estado Nunes Júnior informou que o país está a fazer “reformas políticas e económicas estruturantes”. A nível político, disse, está a consolidar o Estado Democrático e de Direito. “Nesse processo, estamos a empreender uma luta séria contra a corrupção, para que fique bem claro que ninguém está acima da lei e todos os cidadãos devem respeitá-la”, referiu. 

 A nível económico, afirmou, Angola quer “uma economia de mercado eficiente, marcada pela diversificação da economia”. “Esperamos que o fórum empresarial União Europeia-Angola possa ser o ponto de partida para a entrada em força das empresas europeias no processo de diversificação económica e desenvolvimento do nosso país”, disse. 

A Bélgica é o quinto maior destino das exportações angolanas na Europa, tendo registado um volume de cerca de 480 milhões de dólares e figura em terceiro lugar na lista dos maiores exportadores da Europa para Angola, com um registo de mais de 1.600 milhões de dólares, nos últimos três anos.  

Dados da Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX) revelam que o volume de investimentos belgas em Angola, de 2018 a Dezembro de 2021, está avaliado em cerca de 24,5 milhões de dólares. 

O ministro de Estado para a Coordenação Económica lidera uma delegação governamental angolana que está em Bruxelas, Bélgica, para participar, hoje, no 1º Fórum Empresarial União Europeia-Angola. 

Na reunião com o vice-primeiro-ministro belga, Manuel Nunes Júnior esteve acompanhado pelos ministros da Economia e Planeamento, Mário Caetano João, da Agricultura e Pescas, Francisco Assis, da Indústria e Comércio, Víctor Fernandes, da Energia e Águas, João Baptista Borges, secretário de Estado para a Cooperação, Domingos Vieira Lopes e o embaixador de Angola na Bélgica e Luxemburgo, Mário Constantino. 

Leave a Reply

Your email address will not be published.