Tuesday, May 17, 2022

Crédito a economia real cresce 13,65%

Os bancos comerciais concederam crédito à economia real no valor global de 210,49 mil milhões de Kwanzas, um acréscimo de Kz 25,27 mil milhões (13,65%), em Fevereiro, relativamente a Janeiro de 2021.

Em Janeiro deste ano, foram cedidos um total de oito novos créditos ao sector real da economia, o que permitiu o desembolso de Kz 4,22 mil milhões (28,83%), pelos bancos comerciais.

De acordo com uma publicação do Banco Nacional de Angola (BNA), em Fevereiro foram agilizados 15 novos empréstimos à economia, no âmbito do Aviso n.º10/2020, de 03 de Abril.

Com o referido desembolso, os números apontam para um total de 122 créditos concedidos até à data, o que em termos de valor corresponde a 210,49 mil milhões de Kwanzas.

No mesmo período, contabilizou-se 50 processos de financiamento pendentes de desembolso correspondente a Kz 95,36 mil milhões, tendo diminuído 16 processos em relação ao mês anterior.

Isso, sedgundo o Banco Central, representa um decréscimo de 39,01 mil milhões de Kwanzas (29,03%) em termos de valor.

Ainda de acordo com o BNA, no geral, até ao mês de Fevereiro deste ano, o sector bancário concedeu 117,52% do valor mínimo de Kz 179,11 mil milhões a conceder até Abril de 2021, à económica real, no âmbito do referido Aviso.

O número de bancos que cumpriu o limite mínimo de 2,50% do seu Activo Liquido, até final de Abril de 2021, aumentou de 11 para 13 em relação ao mês de Janeiro de 2021.

Tratam-se dos bancos Caixa Geral de Angola (BCGA), Comercial do Huambo (BCH), de Fomento Angola (BFA), Standard Bank Angola (SBA), de Negócios Internacional (BNI), Prestígio (BPG), Valor (BVB), Finibabco (FNB), KEVE, de Investimento Rural, Yetu, VTB África e o Microfinanças (BMF).

Leave a Reply

Your email address will not be published.