Jornalistas estão preparados para a cobertura exemplar das eleições

O secretário-geral do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), Teixeira Cândido, considerou, em Benguela, que os jornalistas estão devidamente preparados para fazer uma cobertura eleitoral exemplar, em conformidade com a Constituição da República e dos instrumentos legais que consagram a profissão.

Falando à imprensa em Benguela, no quadro da acção de capacitação de 20 jornalistas dos diversos órgãos de comunicação social em matérias sobre a “cobertura das eleições aprazadas para Agosto” e o “Jornalismo Online”, referiu que, apesar de alguns constrangimentos que podem surgir, na dinâmica da actividade jornalística os profissionais estão aptos a fazer bem o seu trabalho.

Para Teixeira Cândido, a ética, a isenção, imparcialidade, a recolha de dados aprofundados sobre algum facto importante, o respeito às fontes e a pluralidade de opiniões devem caracterizar o trabalho do jornalista, para o alcance da excelência, no âmbito da deontologia profissional.

 Segundo o dirigente, é fundamental que os jornalistas mantenham o equilíbrio, face aos vários factos, desde as actividades dos partidos que disputam o poder, assim como dos próprios actores políticos, isto é, pautar por uma postura equidistante, mas sim fazer um trabalho em prol à pátria.

 A acção contou também com os jornalistas da província do Cuanza-Sul e foi uma iniciativa do SJA, em colaboração com a Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola, inserida no âmbito da estratégia da formação dos mídias, para uma melhor cobertura das quintas eleições gerais, do corrente ano, em Angola.

Leave a comment

Your email address will not be published.