Ministro Adão de Almeida cumpre agenda oficial em Havana

O Presidente da República, João Lourenço, escreveu uma mensagem ao homólogo de Cuba, Miguel Dìaz-Canel, e foi entregue, em Havana, pelo ministro de Estado e chefe da Casa Civil do Presidente da República, Adão de Almeida. No encontro, as partes trocaram informações sobre a natureza histórica dos laços bilaterais, bem como sobre o estado actual das relações políticas, económicas e de colaboração.

As conversas também contaram com a presença de representantes ministeriais de diferentes sectores socioeconómicos de ambas as nações, destacando-se a embaixadora de Angola em Cuba, Maria Cândida Teixeira, os secretários de Estado da Cooperação Internacional e Comunidades Angolanas do Ministério das Relações Exteriores (Domingos Vieira Lopes), das Finanças e do Tesouro do Ministério das Finanças (Ottoniel dos Santos), do Ministério do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação (Eugénio da Silva) e para a Área Hospitalar do Ministério da Saúde (Leonardo Inocêncio).

Adão de Almeida chefia uma delegação do Executivo angolano que cumpre, desde 27 de Fevereiro, um programa de visitas à República de Cuba que se estende até hoje, prevendo-se uma agenda cheia de encontros protocolares e de reuniões de alto nível.

Entre os encontros de trabalho, destacou-se, ainda, a reunião com Ricardo Cabrisas, Vice-Primeiro-Ministro da nação caribenha que é, ao mesmo tempo, Vice-Presidente da Comissão Intergovernamental de Cooperação entre a República de Angola e a República de Cuba, envolvendo delegações sectoriais de ambos os países.

Ao intervir no decurso da reunião da Comissão Intergovernamental, Adão de Almeida destacou o reforço dos laços históricos de amizade, cooperação e fraternidade que unem os dois países.

O chefe da Casa Civil do Presidente da República de Angola enfatizou que, entre os novos desafios do país, está a diversificação da actividade económica, para o qual exortou a abertura de mais uma página na colaboração com Cuba.

A delegação prestou homenagem aos internacionalistas cubanos que participaram das lutas pela pacificação de Angola e reuniu com a comunidade estudantil angolana, no quadro de uma agenda que integrou, adicionalmente, visitas a locais com relação a sectores de cooperação bilateral ligados à Biotecnologia e a questões sociais.

Leave a comment

Your email address will not be published.