Friday, July 01, 2022

Oxford prevê crescimento de 0,3% em Angola

A consultora Oxford Economics Africa considerou hoje que o impacto da pandemia da Covid-19 e o declínio na produção de petróleo vão fazer com que a economia de Angola cresça apenas 0,3% este ano.

“Prevemos que o Produto Interno Bruto (PIB) de Angola cresça apenas 0,3% este ano, o que compara com uma estimativa de contracção de 4% registada em 2020, principalmente devido ao declínio na produção petrolífera e ao impacto das restrições em curso para combater a pandemia”, escrevem os analistas.

Num comentário à divulgação dos números do segundo trimestre, enviada aos clientes e a que a Lusa teve acesso, a Oxford Economics Africa salienta que o crescimento de 1,2% de Abril a Junho deste ano em comparação com o mesmo período do ano anterior “reflecte as dificuldades do sector petrolífero, o impacto lento das reformas políticas e o efeito da pandemia da Covid-19”.

A economia de Angola registou um crescimento de 1,2% no segundo trimestre deste ano face ao período homólogo de 2022, mas teve uma queda de 2,4% face aos primeiros três meses do ano, segundo dados oficiais.

Leave a Reply

Your email address will not be published.